Canadá anuncia novo compromisso com o Plano Estratégico de Erradicação da Pólio e Reta Final da GPEI

Em meio à pandemia global de covid-19, é mais importante do que nunca reconhecer o poder que vacinas e imunizações têm de salvar milhões de vidas anualmente. Karina Gould, ministra de desenvolvimento internacional do Canadá, anunciou novos investimentos para a entrega de vacinas. Ela se comprometeu a destinar CA$ 47,5 milhões anuais, durante quatro anos, para apoiar o Plano Estratégico de Erradicação da Pólio e Reta Final, e renovou antecipadamente o financiamento para a Gavi, a Aliança de Vacinas.

Nos últimos 30 anos, mais de 18 milhões de pessoas estão caminhando hoje como resultado dos esforços de erradicação da pólio, e houve uma queda de 99% nos casos da doença graças ao trabalho dos incansáveis profissionais da saúde, governos locais e parceiros globais. A GPEI tem orgulho de contar com generosos doadores, incluindo o Canadá, os quais possibilitaram este progresso. Com o novo investimento, o programa poderá manter as conquistas alcançadas, retomar as atividades assim que for viável, implementar estratégias para superar as últimas barreiras à erradicação da pólio e promover o alcance do sonho de um mundo livre da doença

A ministra Gould disse: "Por fazer parte da comunidade global, devemos trabalhar para garantir que os mais vulneráveis, incluindo mulheres e crianças, tenham acesso a vacinas que possam mantê-los saudáveis onde quer que vivam. A covid-19 demonstra que o vírus não conhece fronteiras. Nossa saúde aqui no Canadá depende da saúde de todos, em todos os lugares. Juntos, devemos construir um planeta mais resiliente. O mundo nunca esteve tão perto de erradicar a pólio, mas o trabalho ainda não terminou. Com a transmissão contínua do vírus selvagem no Afeganistão e no Paquistão, não podemos ser complacentes.”

Trabalhadores da linha de frente de combate à poliomielite em todo o mundo estão utilizando as redes de combate à pólio estabelecidas pela GPEI para detectar casos de covid-19, rastrear o vírus, testar amostras e gerenciar os dados da pandemia. O G7 e o G20, incluindo o governo canadense, reconheceram o importante papel que os recursos da GPEI têm no fortalecimento dos sistemas de saúde e na propagação da segurança da saúde global, especialmente entre populações mais vulneráveis.

Em linha com sua política internacional, o Canadá está incentivando a GPEI a expandir o importante papel que as mulheres têm no programa, desde a linha de frente até a gestão de programas e liderança política.

Akhil Iyer, diretor do Programa de Erradicação da Pólio do UNICEF, disse: "O novo financiamento do Governo do Canadá é prova do importante papel desempenhado pelo povo canadense na histórica luta contra a pólio, e eu me orgulho de fazer parte desta empreitada como cidadão canadense. Nos anos 50 no Canadá, os surtos de poliomielite poderiam ter causado a paralisia ou morte de um número muito maior de crianças, afetando a economia e levando milhões de pessoas à pobreza e saúde precária. Mas, graças ao avanço científico do Dr. Leone Farrell, que possibilitou a produção em massa de vacinas contra a pólio, à liderança forte e ao desenvolvimento de um sistema de saúde eficaz, o Canadá conseguiu superar os surtos e prosperar durante as décadas seguintes. Isso é mais inspirador do que nunca durante nossa luta para acabar com a pólio mundialmente e de uma vez por todas.”

Rotary Clubs de todo o Canadá concordaram com a novo compromisso de doação, que dá continuidade à liderança e comprometimento do país em acabar com a poliomielite. O Canadá tem trabalhado com seus Rotary Clubs desde 1986, ano em que se tornou um dos doadores da GPEI. Até o momento, os rotarianos canadenses já arrecadaram e contribuíram mais de US$ 41,3 milhões para os esforços de erradicação da pólio.

Michel Zaffran, diretor do Programa de Erradicação da Pólio na Organização Mundial da Saúde, disse: "Gostaria de expressar a profunda gratidão dos parceiros da GPEI ao governo e aos cidadãos do Canadá por seu tremendo apoio e engajamento para acabar com a pólio globalmente. A pandemia que enfrentamos hoje é um forte lembrete da importância da solidariedade em todos os níveis, cooperação internacional e poder das vacinas e imunizações. O Canadá está demonstrando mais uma vez seu compromisso em garantir o acesso a vacinas essenciais, liderando esforços para propagar a igualdade de gênero e reduzindo o fardo das doenças infecciosas.”

Trabalhador da pólio administra as gotas da vacina para salvar crianças no Paquistão. © WHO/EMRO

Publicado originalmente em polioeradication.org.

«nenhum»