Uma passagem do Rotary pela Índia

Na função de escritor do Rotary International, sempre procuro metáforas e símiles, especialmente quando não estou familiarizado com determinados lugares, buscando a frase certa para descrever uma história referente ao trabalho realizado pelos rotarianos.

Durante a minha primeira viagem à Índia, na companhia da embaixadora do Rotary Minda Dentler, para ver o progresso da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, minha tarefa foi fácil. Em todos os locais, objetos e mesmo placas pude encontrar metáforas esplêndidas.

Um exemplo foi a placa na traseira de um caminhão da indústria automotiva Tata com os dizeres: ‘Obedeça às regras do trânsito’.

Como qualquer outro viajante nas estradas da Índia, percebi imediatamente que os motoristas quase sempre dirigem na contramão para ultrapassar ou usar um trecho de asfalto não destruído pelas monções – uma situação apavorante que pode causar acidentes fatais.

Porém, entendi a desobediência às regras de maneiras diferentes. No entender do público e até mesmo na opinião de especialistas, um país com a extensão territorial da Índia e com problemas graves de saneamento básico nunca iria tornar-se livre da poliomielite.

Apesar das chances contrárias, a Índia conseguiu alcançar esse marco no ano passado e, em novembro, eu tive a oportunidade de ver o programa de erradicação da pólio em ação durante um Dia Subnacional de Imunização (DSNI).
Escrevi sobre o trabalho do Rotary na erradicação da pólio durante quase um ano. Entretanto, uma visita me fez perceber não apenas a escala do projeto, mas também o impacto positivo do trabalho dos rotarianos na vida de 172 milhões de crianças.

Conheci rotarianos dedicados, como o presidente da Comissão Pólio Plus na Índia, Deepak Kapur. Visitando a sua gráfica em Nova Délhi, pude observar os trabalhadores apressando-se para cumprir os prazos de produção. Foi então que me dei conta do sacrifício exigido quando se assume o compromisso de eliminar a pólio.

Ali estava um empresário, realizando negócios bem-sucedidos em sua gráfica, rodeado de pilhas de livros, panfletos e papéis. Este mesmo homem, de alguma maneira, encontra tempo para se dedicar ao combate à pólio e garantir que um dos países mais populosos do mundo nunca sofra novamente a ameaça desta terrível doença.

Milhares de pessoas como Deepak adotam a ideologia do Rotary em sua vida – razão do estrondoso sucesso do trabalho de erradicação da pólio até o momento.

Outros rotarianos de Nova Délhi se interessaram em nos acompanhar ao DSNI realizado na cidade. Em particular, tivemos a satisfação de conhecer mulheres que atuam como agentes de saúde, tornando evidente a sua dedicação à causa –  o que tem sido a força motriz na erradicação da pólio na Índia.

Os rotarianos representam os pilares que servem de base para o futuro da Índia, deixando um legado magnífico para a saúde pública daquela nação.

«nenhum»

Você tem uma história sobre a pólio?
Compartilhe sua história
Equipe de Comunicação Global do Rotary International  | ago. 29, 2018